Slides Posts Recentes

Resenha - O segundo suspiro


Título: O segundo suspiro
Autor(a): Philippe Pozzo di Borgo
Editora: Intríseca
Páginas: 232

Sinopse – Philippe Pozzo di Borgo era um executivo de sucesso e herdeiro de duas tradicionais famílias francesas. Porém em 1993 sua vida sofre uma reviravolta dramática quando, após um acidente de parapente, ele fica tetraplégico. Na mesma época, sua mulher, Béatrice, enfrenta uma doença terminal. Em meio à dor, Pozzo di Borgo isola-se em sua luxuosa casa em Paris e passa a ter como acompanhante o argelino Abdel, genioso e desinibido com as mulheres — mas que, por trás de sua fachada temperamental, também sofre da solidão e da sensação de deslocamento.
Entre o aristocrata e seu “diabo guardião”, surge uma inesperada camaradagem que transforma suas vidas. Abdel introduz em seu cotidiano a aventura e o imprevisível, e Pozzo di Borgo descobre que, mesmo nas mais adversas das condições, é possível cultivar um intenso apetite pela vida, voltar a amar e ser amado.


Resenha/Opinião – Quando comecei o livro me surpreendi pensando que seria contada a história de como Philippe e Adbel se conheceram, a história dos dois, da amizade de ambos. Porém me surpreendi e gostei bastante da forma como o livro fora narrado, começa com Philippe falando sobre como resgatar as memórias/lembranças que lhe foram perdidas e assim inicia sua jornada desde o tempo de seus antepassados. 
Ele fala também sobre a juventude, quando enfim conhece Béatrice(o amor de sua vida) a qual está com ele em todos os momentos desde quando se conheceram. Infelizmente sua amada  fica doente e dai tudo começa. Philippe acaba por começar a praticar esportes e nisso sofre o acidente que o deixa tetraplégico. 
O livro é narrado por Phillipe, ele conta como foi a visão das pessoas ao seu redor, mas não dá detalhes sobre sua própria história, sua vida. Contudo temos um ótima e forte visão de tudo que aconteceu, durante a leitura conseguimos entender todos os acontecimentos.
O amor que ele sente por sua esposa é muito mais que reciproco, é admirável aos olhos do leitor e imagino que é da mesma forma que nos sentimos, as pessoas reais que estiveram com ambos também sentiram. O livro é sim um drama, mas nele encontramos também amor e amizade do tipo que dura a vida toda. Abdel é parte disso, que mesmo com todo a sua personalidade consegue se manter firme no trabalho de cuidador e de certa forma cativar seu chefe, em muitos momentos nos fazendo rir e imaginar muito além do que lemos.

Quotes –  Nestes dias, a mão que me acaricia não me toca mais. Mas essas imagens ainda conseguem me emocionar, em meio ao ardor onipresente.

Qualquer segundo de alívio faz surgir a esperança. com ela, o renascimento.

Nos reduzimos, ou antes, ampliamos nosso amor a essas duas cabeças que se tocam carinhosamente à noite. Nós escapamos de nós mesmos.

A esperança é um sopro vital que se amplifica; inspirá-lo da maneira correta é como retomar o fôlego num segundo suspiro.

Nunca havíamos considerado a possibilidade do desastre.

Qualquer segundo de alívio faz surgir a esperança. com ela, o renascimento.

Rapidamente, me torno um ás do volante e rivalizo com as intrépidas crianças do centro de reabilitação. Essa juventude, mesmo sofrendo de maneira atros, ri e é feliz. O riso deles contamina os adultos. 

Além das palavras, além do silêncio, descobrimos nossa humanidade.

Abdel é o diabo guardião que, depois de seus anos de transgressões, se tornou esse improvável ajudante da vida. Esse delinquente hostil a todos, rebelde a tudo.

Onde quer que eu esteja no mundo, ela é o único universo que importa para mim: à noite , um contra o outro, nus na nossa imensa cama, os sussurros a respeito de nossos filhos, a certeza de sermos amados, a ternura dos corpos.

Aos quarenta anos, mesmo que as pernas estejam enfaixadas, o amor continua tenro. Nós lemos juntos, tocamos música. Somos inseparáveis. Depois do meu acidente, fragilizada pelo câncer, mesmo assim ela continua nossos jogos amorosos. Nós nos amamos pelos lábios. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário