Slides Posts Recentes

Resenha - A estrela que nunca vai se apagar


Titulo: A estrela que nunca vai se apagar
Autores: Esther Earl, Lori Earl, Wayne Earl
Editora: Intríseca
Páginas: 448


Sinopse -  Diagnosticada com câncer da tireoide aos doze anos, Esther Grace Earl era uma adolescente talentosa e cheia de vida. Fazendo jus ao nome, que em persa significa “estrela”, ela marcou todos em seu caminho com sua generosidade, esperança e altruísmo enquanto enfrentava com graciosidade o desgaste físico e mental causado pela doença. Filha, irmã e amiga divertida, alto-astral e inspiradora, Esther faleceu em 2010, logo após completar dezesseis anos, mas não sem antes servir de inspiração para milhares de pessoas por meio de seu vlog e dos diversos grupos on-line de que fazia parte. A estrela que nunca vai se apagar é uma biografia única, que reúne trechos de diários, textos de ficção, cartas e desenhos de Esther. Fotografias e relatos da família e de amigos ajudam a contar a história dessa menina inteligente, astuta e encantadora cujos carisma e força inspiraram o aclamado autor John Green a dedicar a ela sua obra best-seller A culpa é das estrelas.



Resenha opnião – Não imaginei que esse livro me emocionaria tanto quanto emocionou! Ester era sem dúvida uma inspiração e motivo de muitos sorrisos.
Comecei o livro sem ter muita expectativas o que foi bom pelo fato de acabar me surpreendendo. Sabendo como essa triste história acaba porém no livro ficamos sabendo como tudo começou e o que aconteceu durante o processo de uma tentativa (dentre várias) de cura.
Gostaria de me expressar melhor mas nessa resenha sinto como se nada que eu dissesse fosse ficar bom, pensei em várias coisas para escrever. No livro há fotos, desenhos, citações, cartas, trechos de conversas. Infelizmente para Esther tudo vai até seus 16 anos quando falesce na cama de um hospital.

"Em muitos dias as pessoas achavam que ela não passaria daquela noite." E ela passou, passou muitas noites e dias maravilhosos pensando ser o último e quando esse "último " chegou ninguém acreditou, quem diria que Esther acabaria mesmo tendo esse destino.
Podemos ver por suas próprias palavras (citadas no livro) a inocência com a qual ela seguia os seguia os dias, a inocência de suas amizades e o amor incondicional pela família. Um livro no mínimo inspirador e cheio de reflexões não só para determinado momento mas sim para a vida.

O livro é triste! Já tenha isso em mente caso vá ler e embora seja triste eu aconselho sim todos a lerem, tanto para aquelas pessoas animadas e felizes como também para os mais tristes e deprimidos. 
Esther tinha câncer de tiroide e mesmo com todos os problemas e falta de oxigênio ela não deixava de sorrir e ser otimista. Claro que seu humor levemente sarcástico e seua desenhos muitas vezes fora o motivo para minha leitura parecer mais leve e acolhedora, mais "real" e não apenas mais um romance.

2 comentários:

  1. Leeeeh, AMEI SEU BLOG!!Fiquei super impressionada por ver o nível dele e o fato de ver esse teu lado que é lindo. Sobre a resenha que você fez do livro "A estrela que nunca vai se apagar", foi um dos últimos livros que eu li em 2016, o livro em si e a Esther me inspiraram muito, confesso que chorei ao ler o livro (impossível não chorar), mas o livro é lindo e achei super legal o fato de você também ter tido essa opinião ao lê-lo. E sobre o seu blog, obrigada por me apresentá-lo, espero que ele te proporcione muito prazer, felicidade e até mesmo sucesso, a cada dia mais! Um beijo. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pamela você não faz ideia do quanto me deixou feliz e orgulhosa com as coisas que disse tanto sobre o blog quanto sobre minha resenha e opinião do livro, espero fazer mais resenhas que te anime e surpreenda, obrigada de coração por cada palavra! Vou guardar para sempre esse comentário e mesmo que um dia eu vá excluir a conta(Deus queira que não rs) Eu irei dar print e salvar pois são nesses momentos que fazem valer a pena cada tempo e dedicação ao meu ''trabalho'' aqui. Novamente, obrigada.

      Excluir